Curso gratuito: utilidade e objetivos na criação de cursos gratuitos

Vale a pena criar um curso gratuito? Se você também se pergunta, veja essas dicas e faça este exercício de leitura e de análise para tirar suas próprias conclusões. Curso gratuito: utilidade e objetivos na criação de cursos gratuitos – é sobre isso que nós vamos falar neste post!

Vale a pena criar um curso gratuito?

Muitos empreendedores e instrutores de cursos online se perguntam sobre a utilidade e as vantagens de se criar e publicar um curso online gratuito.

No vídeo que eu publiquei no YouTube na última terça-feira, eu falei sobre a utilidade dos cursos gratuitos para os empreendedores digitais. Se você não assistiu ao vídeo, pode assistir aqui:

Bom, como nós vimos no vídeo a criação e a publicação de cursos online gratuitos é uma ótima estratégia de marketing:

Um curso gratuito é uma amostra grátis do seu trabalho para seu público. Uma forma de mostrar seu conhecimento, seu trabalho para ganhar a confiança e o respeito das pessoas.

 

Seu curso gratuito tem, então, 3 objetivos principais:

 

#1 gerar autoridade e prova social

Sim, as pessoas se inscrevem mais facilmente em um curso gratuito do que em um curso pago. Isso é perfeitamente normal e este fenômeno não está ligado somente à crise ou às dificuldades financeiras. Este é o fenômeno da descoberta, o primeiro contato entre seu público e seu trabalho. Esta é uma excelente oportunidade para conquistar novos clientes e alunos. Por isso, seu curso gratuito precisa oferecer um conteúdo de alta qualidade.

Pois é a qualidade do conteúdo oferecido gratuitamente que vai atrair novos participantes, gerar os primeiros feedbacks sobre o seu curso e o seu trabalho, e claro, dar mais visibilidade para o seu trabalho.

Se você publicar seus cursos em uma marktplace como a Udemy por exemplo, a quantidade de alunos, assim como a quantidade (e a qualidade) das avaliações recebidos por um instrutor, conta e muito dentro da plataforma:

  • tanto para os algoritmos da plataforma (que vão mostrar ou não seus cursos para mais pessoas)
  • quanto para os visitantes do seu perfil e das páginas de inscrição dos seus cursos (as pessoas sempre preferem o que já é popular, não é mesmo?)

 

#2 validar sua proposta de curso online

sim, a aceitação, a procura e os feedbacks recebidos dos alunos matriculados nos seus cursos gratuitos vão ajudar você a:

  • analisar os resultados: número de matrículas, número de rematrículas, seguidores, leads
  • conhecer seu público: o que eles querem/precisam/anseiam além do que você apresentou no curso gratuito?

 

#3 gerar vendas

Gerar vendas com um curso gratuito? Claro que sim! Seu curso gratuito é uma “amostra grátis”, lembra?

Ele deve servir para conquistar e fidelizar seu público. Por é tão importante que você analise com cuidado a aceitação e o feedback recebido no seu curso gratuito.

Como eu tinha falado no vídeo, o ideal é que você já tenha uma proposta de curso pago para complementar o curso gratuito. Assim, ele vai funcionar exatamente como uma “amostra grátis”, certo?

É justamente isso que eu proponho no Minicurso Gratuito Negócios Online e Estilo de Vida (que está em processo de avaliação pela equipe da Udemy). Este minicurso será uma amostra grátis do curso Negócios Online e Estilo de Vida que já está publicado.

O vídeo publicado hoje no YouTube, onde eu proponho este exercício de análise, é o vídeo promocional do minicurso gratuito:

E, o exercício que eu quero propor para você, é que você tente analisar este vídeo sob dois aspectos/visões diferentes:

 

Visão do aluno/visitante da página de inscrição:

1 – Você quer se inscrever no minicurso?

2 – Por que neste curso gratuito se existem milhões de outros?

3 – Quais foram os pontos e identificação seus com a instrutora?

 

Visão do empreendedor:

1 – Você quer se inscrever no minicurso?

2 – Por que neste curso gratuito se existem milhões de outros?

3 – Quais foram os pontos e identificação seus com a instrutora?

 

As perguntas são as mesmas, mas analisadas sob dois pontos de vista diferentes, nos trarão respostas muito diferentes.

Por isso este exercício! E claro, para lembrar de uma questão essencial para todo empreendedor: a formulação da oferta.

Quando nós oferecemos um serviço, um produto, nosso objetivo é que esta oferta seja aceita por nosso interlocutor.

Para isso, usamos das mais sofisticadas armas: linguagem verbal e não verbal, imagens, palavras de efeito. Com isso, criamos uma expectativa no nosso ouvinte. Uma expectativa que será alcançada (superada, talvez!) ou não.

Nós não somos os únicos responsáveis por essas expectativas criadas, visto que os ouvintes eles mesmos criarão as suas: segundo seu momento, suas histórias, suas necessidades… Mas, nós somos os principais responsáveis! Pense nisso, ok?

Pensando nisso, assista novamente ao vídeo de hoje no YouTube e deixe seu comentário com as suas respostas ao exercício proposto aqui neste post, ok?

Não existe resposta certa ou errada… existem respostas diferentes, pois assistiremos ao vídeo cada um com nossos próprios olhos, ouvidos, sonhos, projetos e necessidades.

Se você quer saber também como ler e analisar uma página de inscrição de curso online, então, leia também:

Gostou desse conteúdo e desse exercício? Então, seja generoso e compartilhe com sua rede!

se podes olhar, vê

Poucos querem realmente ler, ouvir, ver, analisar e entender… contudo, é dever que quem vê apontar o caminho para quem não enxerga!

(me senti completamente dentro do Ensaio sobre a Cegueira agora… mas acho que você entendeu sim o que eu quis dizer, não é mesmo?)

Compartilhe!