15 motivos para comemorar o dia!

Hoje o Google lembrou de mim!! E isso, isso precisa ser comemorado! Mas, pensando bem, eu (você, todos) temos muitos outros motivos para comemorar, certo? Fiz uma lista com 15 motivos para comemorar (hoje e sempre!): 

Hoje é meu aniversário e sempre me acordo inspirada no dia 15 de junho… hoje é feriado mas meu marido saiu cedinho para trabalhar e estou sozinha em casa. Como no hemisfério norte é verão, estou no jardim escrevendo este texto e este já é meu primeiro motivo para comemorar:

1 – Eu tenho um jardim!

Ele não é enorme mas me dá o prazer de ver crescer o que eu planto! Minhas roseiras estão completamente floridas colorindo de branco, amarelo, vermelho e rosa o verde predominante das trepadeiras que nos protegem dos olhares curiosos.

2 – Nossa casa não tem muros

Nossa rua, nossa cidade não tem muros! E, poder viver com a segurança de não precisar ergê-los é um grande privilégio.

3 – Nossas cegonhas voltam para o ninho!

Sim, nós temos um casal de cegonhas morando na cidade. Ettenheim, como muitas outras cidades da região, tem um casal de cegonhas… todos os anos, no início da primavera ficamos todos ansiosos pela volta e para a nossa alegria, eles voltam para deixarem seus filhotes nascerem aqui entre nós! (uma delas está sobrevoando a vizinhança agora).

4 – O Google lembrou de mim:

E não somente o Google! Meu telefone ainda não parou desde hoje pela manhã e é sempre uma felicidade falar com as pessoas, ouvir, ler os desejos de felicidade, amor, paz, saúde e tudo o mais!

Acabei de falar com meu pai e ele, além de tudo me disse:

que tu continues assim filha: linda, maravilhosa (os pais sempre acham os filhos lindos, não é mesmo? O meu não é diferente), trabalhando honestamente…“

E, saber que as pessoas sabem que eu trabalho e vivo honestamente também é um motivo para comemorar, certo?

5 – Eu tenho um trabalho!

Sim, eu tenho um emprego fixo, um trabalho que me realiza! Quem acompanha meu negócio online, talvez não saiba, mas eu tenho um trabalho fixo de meio período. Quando eu comecei a empreender, em novembro de 2015, eu tinha deixado o meu outro trabalho para me dedicar exclusivamente ao meu negócio online. Contudo, em agosto de 2016 eu aceitei o desafio de coordenar um projeto social que visava a integração de refugiados sírios aqui na Alemanha. Foram 6 meses muito intensos mas com resultados muito bons (quase 50% de inclusão no mercado de trabalho) o que me levou a aceitar o segundo projeto voltado para mães estrangeiras. É praticamente um programa de mentoria onde o objetivo também é a integração dessas mães: na sociedade e no mercado de trabalho também! É simplesmente mágico ver os olhos dessas mulheres brilhando ao perceberem novas possibilidades nas suas vidas. Assumi este desafio em março e 3 das 9 mães participando do projeto já assinaram seus contratos de trabalho…

6 – Meu negócio tem um propósito!

Sim, um propósito bem claro: usar o poder da internet como multiplicador de conteúdo e de renda! Sim, de renda! E não somente a minha, a dos meus alunos também! Meu negócio de cursos online provavelmente não me deixará rica um dia, pois optei por criar (e divulgar) cursos online de alta qualidade a preços acessíveis. Eu quero ganhar dinheiro com meu trabalho, é claro! Mas não quero que o preço exorbitante das matrículas sejam um empecilho para alguém que quer continuar aprendendo, que está procurando novas possibilidades, que sabe que vai precisar continuar estudando e descobrindo sempre.

7 – Eu conheço a diferença entre persuasão e manipulação

Sim, eu sei qual é diferença e isso me deixa muito tranquila com relação ao meu público, meus leitores, meus alunos e parceiros. E esta talvez seja a grande vantagem de não vender cursos caríssimos: eu não preciso ficar usando estratégias mirabolantes para vender meus cursos…

8 – Eu gosto de trabalhar!

É sim, eu gosto de trabalhar! Meu trabalho completa perfeitamente a vida que eu sempre quis ter! Eu tenho a felicidade de exercer o ofício que aprendi, ser bem remunerada para isso e saber que meu trabalho (on e off-line) faz a diferença na vida das pessoas. Talvez por isso eu me acorde sempre tão cedo (geralmente as 6 das manhã, de segunda a segunda!) e com a cabeça fervendo de ideias…

9 – Eu acordo cedo

Nem sempre foi assim, é verdade, e isso deve ser da idade (risos) mas meu relógio interno desperta as 6 horas da manhã. Eu raramente lembro dos meus sonhos mas acho que neles trabalho o tempo todo pois sempre me acordo com alguma ideia pronta para ser executada!

10- Minha saúde é de ferro!

E isso eu provavelmente devo à minha mãe que me amamentou por tanto tempo… minha mãe contava que eu mamei até os 3 anos de idade!!

11- Eu sou egoísta

Ser egoísta é um defeito, eu sei e eu trabalho bastante nele. Mas, ver egoísta tem uma vantagem: eu sempre penso em mim primeiro e isso evita muitos problemas e muitas decepções! Quando pensamos mais nos outros do que em nós mesmos, quando nos doamos completamente para outras pessoas, também esperamos muito delas em troca. Eu não espero nada de ninguém e quando faço um favor, me contento com um „muito obrigado“.

12 – Tenho amigos dos mais variados tipos

Tenho uma irmã-amiga, tenho uma amiga-irmã, tenho amigos que não param em casa, que não saem de casa, que não estão no Facebook e que não saem do Facebook, adeptos de IOS, outros de Android, que estão sempre em contato outros que nunca aparecem, tenho amigos que não falam mais comigo e tenho até amigos que só ligam quando precisam de mim (e mesmo assim, eu me sinto privilegiada em tê-los por perto pois ser lembrada em momentos de dificuldades é sinal de confiança, não é?). Aprendo muito com cada um deles e isso é o que mais me encanta nessa mistura toda!

13 – Nunca comprei animal de estimação.

Para mim seria como comprar alguém para amar, sabe? Temos duas gatinhas lindas que adotamos no ano passado e antes delas tivemos um gatinho (também adotado) que amamos desde o primeiro ronron até o último suspiro.

14 – Moro com meus gatos

Com Dora (Maar), Frida (Kahlo) e Uli (Ulrich Adriano Ostoyke), meu marido. Meus três companheiros estão presentes em tudo o que eu faço e constantemente nos meus pensamentos!

15 – Eu conjugo o verbo amar no presente!

Sim, sim, no presente e na primeira pessoa: eu amo! Meu marido, minha família brasileira, minha família alemã, meus amigos, meus gatos, meu trabalho, meus alunos, a casa que divido com meus gatos, minhas flores, os passarinhos cantanto pela vizinhança, as 4 estações do ano, vinho, Paris, Chico Buarque, Fabrice Luchini, Lars von Trier, Fernando Pessoa, Velázquez… de tudo um pouco… e tudo muito!

Lugar comum? Pode ser… mas é o MEU lugar! E como a egoísta que sou, quero guardá-lo sempre assim…

E você? O que tem para comemorar? Pouco? Muito? Não importa! COMEMORE! Faça a sua lista! Ter consciência do que temos de bom e de positivo em nossas vidas nos torna mais determinados para conquistar o que ainda não conseguimos colocar na lista 🙂

Você pode começar esse exercício agora mesmo! Escreva ao menos um motivo (seu, só seu!) para comemorar sua vida aqui nos comentários!!

  • obrigada minha querida! mas, quero saber (ou ao menos quero ter certeza de que fizeste tua lista!) o que te faz feliz!!! isso, isso é o sentido da vida! não importa o que temos ou não… o que importa é o que nos faz feliz! e isso, isso é minha vida! 🙂 e sou muito feliz em saber que fazes parte dela!