Landing Page: o que é e como usar?

No Marketing Digital (como no marketing em geral) a fórmula mágica é: atrair, envolver e vender. O que vai mudar são as ferramentas usadas assim como a sua forma de se comunicar com seus clientes/alunos e futuros clientes.

Se o seu negócio é online, você não vai poder atrair nos clientes oferecendo champagne e canapés (um exemplo bem chic, não?) para que eles entrem no seu estabelicmento, conheçam suas instalações, seus serviços, você e seu trabalho, levem um prospecto para poder entrar em contato com você, certo?

Mas você pode oferecer uma “amostra gratis” do seu serviço/ produto: um eBook, um mini-curso gratuito, um webinar, um vídeo, etc.

Aqui, estamos na fase de “atração”: você vai atrair seu público-alvo para um lugar específico, com um único objetivo: que ele conheça o seu trabalho. Este lugar específico é a sua Landing Page!

customer-magnet-1019871_1920

O que é Landing Page?

Em uma tradução ao pé da letra, podemos dizer que uma Landing Page é uma página de aterrissagem.

Se você já acompanhou a aterrissagem do seu avião pelas câmeras ao vivo (eu adoro fazer isso!) você deve ter notado que existe uma sinalização muito precisa para a aterrissagem: não existem muitas possibilidades, existe somente UMA possibilidade de aterrissagem. O objetivo é pousar no lugar certo.

Uma Landing Page também tem um único objetivo: que o visitante execute uma ação! A ação a ser executada, vai depender dos seus objetivos da sua campanha: captura de e-mails ou venda.

Quando sua Landing Page tiver o objetivo de capturar e-mails ela vai se chamar página de captura e quando o objetivo for a venda, adivinhe? Página de vendas!

 

Por que criar uma landing page?

Como já falei acima, uma Landing Page tem um único objetivo: levar o visitante a executar uma ação. E então, seu intuito principal será o de facilitar esta ação! Por isso, é preciso direcionar seu público (assim, como se faz na aterrissagem de um avião, certo?).

Veja um exemplo simples:

Aqui no blog eu trato de diversos assuntos: educação, marketing, empreendedorismo. Tenho também minha escola online, onde você encontra todos os meus cursos e também cursos de parceiros e alunos.

Atualmente tenho 4 cursos publicados:

Se a minha intenção é divulgar um desses cursos ou até a escola inteira, vai adiantar eu direcionar o público para minha página principal? (clique AQUI para abrir a página principal do site em outro navegador e entender melhor o que eu estou falando).

Veja que, entrando no meu site pela página principal, meu leitor tem sim a possibilidade de achar facilmente minha escola. Mas, não necessariamente, ele terá a disponibilidade para clicar e entrar na escola.

Não seria mais fácil e eficiente eu direcioná-lo direto para a escola?

Claro que sim, não é mesmo? Assim ele já terá uma visão geral da escola e dos cursos.

Agora, se minha intenção é divulgar o curso Empreendedorismo Digital para Professores, não seria mais eficiente direcioná-lo diretamente para esta página?

>> ver a página de vendas do curso Empreendedorismo Digital para Professores

 

Está gostando deste conteúdo e quer aprender mais com o nosso Beabá do Marketing Digital?

marketing digital

Deixe seu e-mail para ser informado da publicação dos próximos posts:

 

O que você precisa saber para criar uma Landing Page eficiente?

Quando você investe em marketing o que você espera é atrair novos clientes e aumentar sua receita. Além disso, investir em marketing também significa gerar valor para sua audiência e melhorar a reputação da sua marca, fazendo com que você e sua empresa se tornem autoridade no seu setor de atuação.

No marketing digital, a maneira mais utilizada para a obtenção desses resultados é seguindo um funil de vendas (falei sobre isso neste post mas em breve escreverei outro mais centrado no assunto, ok?). Mas, para que um cliente potencial entre no seu funil de vendas, ele precisa passar a porta de entrada: esta porta é a sua página da captura (landing page direcionada para a captura de e-mails).

 

Página de captura: sua Landing Page destinada para a criação de lista de e-mails.

dollar-1443244_1280

O dinheiro está na lista

Você já ouviu esta expressão? Ela é um senso comum no empreendedorismo digital. E você sabe por que? Porque no marketing digital a comunicação é feita principalmente por e-mail. Então, a criação de listas de contatos é essencial!

A estratégia mais comum é a troca: material gratuito (isca/recompensa digital) assim que o leitor deixar seu e-mail.

Você precisa necessariamente criar uma landing page para criar listas de contatos? Não! Eu por exemplo, não tenho páginas de captura ativas no momento e estou centrando na captura de e-mails diretamente nos posts do blog (como este aqui):

Está gostando deste conteúdo e quer aprender mais com o nosso Beabá do Marketing Digital?

Deixe seu e-mail para ser informado da publicação dos próximos posts:

 

Se você acha que este conteúdo é relevante para você e quer ser avisado da publicação dos próximos posts, provavelmente você já se inscreveu na minha lista, caso contrário, fará em breve (risos). Ou talvez não e se você não se inscrever, é porque você não é meu público-alvo. E isso é OK!

 

Mas, se você quiser criar uma página de captura, considere alguns pontos importantes:

landing-page-

 

# Landing Pages não permitem distrações

Uma das caracteríticas principais de uma pista de aterrissagem é o foco! Sua landing page deverá seguir este mesmo princípio. Seu foco será converter o visitante em um lead (contato). Isso significa que sua landing page terá momente um call-to-action (comando). Você não vai enviá-lo para outras páginas, não colocará outros links, não deixará seu visitante se distrair. Todo o conteúdo será focado em um único objetivo.

 

# Landing Pages são claras e objetivas

Clareza e objetividade são as palavras chave na criação de páginas de captura eficientes, por isso elas também são geralmente curtas. Segundo os especialistas, você tem aproximadamente oito segundos para capturar a atenção do seu público, por isso considere:

  • Sua landing page deve conter somente um call-to-action: baixar um eBook, participar de um mini-curso, assitir uma aula/palestra online, inscrição para um webinário;
  • Título e subtítulo devem ser claros e precisos. O título é o que vai chamar a atenção do público e aqui ele já vai decidir se vai entrar na sua página de captura ou não. Então, capriche no seu título!
  • Use uma linguagem centrada nos benefícios para o cliente/visitante. Por exemplo: economizar tempo, resolver um problema, aquisição de uma competência, aprendizado, criar oportunidades. Procure usar verbos de ação: você vai aprender, resolver, criar, etc.
  • Tente criar um vínculo emocional com seu visitante. Este vínculo pode uma identificação profissional por exemplo (nós professores sabemos que, nós empreendedores queremos isso e aquilo). Pessoas que se identificam com a marca/pessoa por trás da marca estão mais propensas a tomar decisões. É o efeito contrário quando você clica em um vídeo e ou conteúdo e pensa: que lorota!
  • Suas landing pages precisam de uma chamada para a ação (call-to-action – CTA). Sua chamada para a ação é o comando que você quer que ela execute: “baixe agora mesmo o eBook”, “inscreva-se para participar …”, “experimente gratuitamente nosso software”.
  • Use um botão grande e cores contrastantes para chamar a atenção do visitante.
  • Facilite a ação: no formulário de inscrição peça somente as informações indispensáveis para você. Pedir informações como CPF, endereço e número de telefone, por exemplo, podem inibir as inscrições. Nome e e-mail geralmente são mais do que suficientes.

Como eu já falei para você, não tenho uma página de captura ativa no momento, mas selecionei algumas que considero bons exemplos:

 

#Landing Pages são focadas na conversão

Bom, acho que isso já ficou claro nos outros tópicos deste post, mesmo assim, aqui ainda estão outras para aumentar a conversão das suas landing pages:

  • Tenha uma oferta irrestível. Exemplo prático: um eBook gratuito com dicas de alimentação saudável para quem está querendo emagrecer, é ouro, não é?
  • Mostre credibilidade: aumente sua credibilidade frente ao seu público usando depoimentos, logomarcas de clientes, seus títulos, prêmios.
  • Tenha foco: seja objetivo e elimine tudo o que não for extremante necessário da sua landing page.
  • Passe segurança para o visitante: assegure-o que você vai manter sua privacidade e que não vai enviar spam.

 

# As melhores Landing Pages são as que foram testadas!

Esta, como qualquer outra ferramenta de marketing precisa ser testada. As maioria das ferramentas para criação de Landing Pages do mercado possibilita a criação de testes A/B. Ou seja, você vai criar dois modelos diferentes e veicular os dois por um período determinado e claro, controlar os resultados para saber qual dos modelos está sendo mais eficiente.

 

dicas de marketing digital

Bom, espero que estas dicas tenham ajudado você! No próximo post vou falar sobre os funis de venda e se você quiser, aviso quando ele estiver online. Para isso, basta deixar seu e-mail.

 

Perguntas, comentários, sugestões? Basta usar o espaço reservado para os comentários! Respondo todos, sempre pela manhã!

E claro, se você acha que este conteúdo pode ser útil para sua rede de contatos, compartilhe: