70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos: em 2018, nós comemoramos os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e a ONU está convidando a todos para gravar nas mais diversas línguas, os artigos da declaração. Minha contribuição não poderia ter sido diferente:

Artigo 26 da  Declaração Universal dos Direitos Humanos

Você também pode participar, é bem simples:

Acesse o site da ONU:

70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

 

E clique em “Let’s start”

Depois basta preencher seus dados e escolher o artigo que você deseja ler:

como comemorar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

 

O texto completo em português você encontra aqui:

Para os professores de inglês, tem uma versão ilustrada linda AQUI.

Depois escolha se você quer subir seu vídeo ou se prefere fazer a leitura diretamente no site. Se você escolher fazer a gravação diretamente no site, ou seja a opção “record”, você contará com um teleprompter para facilitar a leitura.

Veja também outras informações no site das Nações Unidas no Brasil:

 

70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Uma excelente oportunidade para ligar sua câmera e mostrar a sua cara, não?

Sim, principalmente em um momento tão conturbado da nossa História, mostrar seu apoia à Declaração Universal dos Direitos Humanos é uma necessidade!

Por isso, eu quero propor que você adote essa ideia, principalmente se você ensina e/ou empreende. Eu me explico:

  • para o professor, é uma ótima oportunidade de incluir as TICs na sala de aula
  • para o empreendedor, uma excelente maneira de mostrar quem você é, quais são seus valores e é claro, divulgar seu trabalho.

Eu tenho algumas ideias para você comemorar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos na sala de aula e também no seu negócio. Que tal?

Se você já criou seu vídeo e até se já tem outras ideias para comemorar esta data, compartilhe com a gente aqui nos comentários, ok?

 

Declaração Universal dos Direitos Humanos na sala de aula

Trabalhar a Declaração Universal dos Direitos Humanos na sala de aula e comemorar esta data tão importante com seus alunos vai ser uma excelente oportunidade de incluir as tecnologias móveis de maneira eficiente.

#Uma ótima possibilidade de incluir o uso do smartphone na sala de aula

A antiga briga entre telefone e internet na sala de aula pode ser ameniza criando situações para que os alunos façam uso do seu smartphone e da internet com objetivos educacionais. Neste caso eles podem:

  • pesquisar sobre a Declaração dos Direitos Humanos em si;
  • podem baixar o texto completo em pdf e ler diretamente no seu smartphone;
  • podem gravar seus próprios vídeos;
  • subir no site da ONU;
  • compartilhar nas suas redes sociais

Eu acredito que o uso das tecnologias na sala de aula devem ter um objetivo pedagógico e acho que neste caso a aprendizagem é garantida!

Não somente os alunos poderão conhecer este documento importante, sua história, sua importância mas eles também estarão contribuindo para uma causa, o que os torna responsáveis e proativos.

Ao escolher livremente o artigo da Declaração dos Direitos Humanos a ser lido eles estarão não somente praticando a leitura, que por si só implica a aprendizagem, mas eles estarão também mostrando para o mundo inteiro com o que eles se identificam.

Sim, o artigo escolhido para leitura e publicação mostra quem é essa pessoa, com o que ela se preocupa, o que ela quer para si e para a humanidade.

Esse posicionamento é muito importante para a formação do indivíduo como cidadão, é uma tomada de consciência dos seus direitos (infelizmente muitas vezes negado).

Além dessa tomada de consciência (que por si só já valeria o esforço de desenvolver esta atividade) o aluno também influenciar outras pessoas na sua rede.

Sim, cada like e cada compartilhamento feito na rede é uma maneira de influenciar pessoas. E, a consciência de ser responsável pelo que se compartilha nas redes precisa ser tomada e precisa ser exercitada todos os dias, também na escola!

Falo muito sobre isso no meu curso Professor 3.0 – os desafios de ensinar na era digital, sobre a nossa responsabilidade como professores, formadores de jovens “conectados” e (des)informados.

Em tempos de pós-verdades (eu decididamente não gosto desse termo pois uma um notícia falsa não deixa de ser uma mentira criada com um propósito claro de manipulação) é mister ter consciência do seu papel de influenciador digital (em pequena ou grande escala, somos todos influenciadores digitais).

Por fim, claro você estará favorizando a pesquisa (o que implica leitura, escolha do material a ser usado, reunião de fontes seguras) e estará fazendo uso das famosas TICs na sala de aula, certo?

Não se preocupe se você não sabe editar vídeos como uma profissional, se você não conhece aplicativos para gravação e edição de vídeos… seu alunos vão saber, ok? Fale sobre o projeto com sua turma, pergunte para eles como eles querem/podem participar, este simples ato fará com eles se sintam incluídos, com “voz ativa” e consequentemente, o engajamento da turma será maior.

Bom, e que tal dar o primeiro passo e gravar você mesmo sua leitura?

 

Empreendedor, mostre a sua cara!

Apoiar a Declaração Universal dos Direitos Humanos, enviando seu vídeo para as comemorações dos seus 70 anos também podem ser uma excelente atividade para você empreendedor.

Primeiro, porque você estará ratificando seus valores e seu compromisso com a justiça e a igualdade junto ao seu público. Assim, as pessoas que compartilham desses mesmos valores vão conseguir se identificar mais facilmente com você, sua marca, seus produtos e serviços.

Atenção: quando se empreende, cada ato, cada movimento nas redes sociais, pode ser muito perigoso… e (infelizmente) se você está no Brasil, mostrar seu apoio à Declaração Universal dos Direitos Humanos pode ser um “faux pas” se o seu público for do tipo contra os Direitos Humanos. Contudo, empreender também é tomar decisões e ter valores muito claros para si e para seu negócio. Se os seus valores e os valores da sua empresa não correspondem aos direitos universais da humanidade, então, deixe isso para lá, ok?

Mas, se você defende e apoia os direitos humanos, então, prepare-se para ligar a câmera e mostrar sua cara, pois:

  • seu vídeo poderá ser usado por você nas suas redes sociais (aumentar a identificação do seu público com você, sua empresa, sua marca e então fortalecer os laços entre as partes)
  • seu vídeo ficará disponível no site oficial da ONU
  • seu vídeo ficará disponível no canal do YouTube das Nações Unidas

Uma excelente maneira de mostrar sua cara, seus valores, seu compromisso com a sociedade e de se engajar publicamente por uma causa essencial em tempos tão conturbados:

videos da declaracao dos direitos humanos em diversas línguas

Quando seu vídeo estiver pronto, compartilhe na rede e mostre (literalmente) a sua cara!

Se você quiser, pode me marcar no seu vídeo @LeilaAdrianoOstoyke e até publicar na minha página! Vou adorar saber que consegui fazer você aderir a este movimento tão importante!

E claro, se você desenvolver realmente esta atividade com seus alunos, volte aqui e deixe um comentário contando sua experiência, ok?

 

Compartilhe!